Saiu o SUBMARINO 3, zine com uma seleção de contos produzidos no Laboratório de Ficções Breves conduzido pelo escritor Ronaldo Bressane, no qual tenho participado ao longo de 2020. Tem sido muito bom ganhar confiança na escrita de prosa, especialmente porque não era algo que eu vislumbrava fazer, mas que se mostrou divertido e, em especial, terapêutico durante a pandemia.


Se 2020 demora tanto para acabar, como passa tão rápido? No meio dessa correria em slow motion, deu tempo de parir várias novidades: terei dois contos publicados entre 2020 e 2021.

O primeiro sai na próxima edição do zine do Submarino, o laboratório de escrita do Ronaldo Bressane, do qual faço parte. É um conto bem “absurdado”, do jeito que eu gosto.

Já o segundo é (ironicamente) mais tradicional e lânguido, sobre um encontro (?) entre duas manauaras na frente do prédio da Gazeta em São Paulo. Esse sai numa antologia voltada à temática lésbica e bissexual da Quintal Edições…


Meu próximo livro, “Carrego meus furos comigo” (Urutau), agora tem um rosto na capa idealizada por Victor Prado.

Foi a primeira vez que não tive como pentelhar o capista (só os deuses sabem o quanto o capista da Patuá deve ter me amaldiçoado por isso na época do “Alerta, Selvagem”), mas quis o destino que o alinhamento entre o lado de cá e o de lá ocorresse e gerasse esse barroco lisérgico que Victor me presenteou.

A arte da capa é a versão on drugs do quadro “Judite e a Criada com a cabeça de Holofernes”, de Artemisia Gentileschi (1593–1653)

Agora que o livro parte para a gráfica e entra na reta final de sua reta inicial (risos), não posso deixar de pensar em…


Meu próximo livro está chegando! Intitulado “Carrego meus furos comigo”, ele tem como tema central a violência física, psicológica e simbólica contra a mulher, tendo o Brasil atual como pano de fundo.

O livro pode ser adquirido em pré-venda no link benfeitoria.com/furos a partir de R$20,00 (versão digital) ou R$ 50,00 (versão impressa), além de ainda ter a possibilidade de ganhar brindes para valores mais altos.


Em breve fica pronta a antologia “Quem será o sangue fosse só o da menstruação”! Organizada por Débora Ribeiro, trata-se de uma antologia literária e visual com trabalhos realizados apenas por mulheres e editada pela Urutau. Esse é o segundo volume dessa publicação, no qual colaborei com um poema que viria a compor o meu próximo livro, “Carrego meus furos comigo” (Urutau, no prelo).


O Sergio Ernesto Ríos, que edita uma revista maravilhosa de literatura no México, traduziu um dos meus poemas em seu perfil do Facebook. Aliás, ele posta várias traduções de poetas brasileiros, numa colaboração muito bacana do que escrevemos por aqui dentre os países latinos.

O poema “Você” foi publicado originalmente no livro “Alerta, Selvagem” (Patuá, 2019).


No final de março, um poema meu foi selecionado para participar do projeto Declama Mulher no Instagram. “Dachau” foi originalmente publicado no livro “Alerta, Selvagem” (Patuá, 2019).


A Revista Poesia Primata agora conta com uns poemas meus. Adoro conferir o arquivo de postagens dele, só coisa fina.

Pra quem se interessar, segue o link: https://www.poesiaprimata.com/susy-freitas/susy-freitas-alerta-selvagem-2019/


Após meses de trabalho de parto, a não tão jovem editora Susy Freitas dá a luz à Edição 1 da Revista Torquato. O escritor Daniel Amorim também assume a paternidade da publicação e assina o editorial.

A Torquato nasceu saudável e dentro do peso, com fotografias de Robert Coelho e colagens de Mayara Jansen (Sakiko), além de colaborações em prosa ( Luiz Gustavo Cunha, Constança Guimarães, Suammy Saiury e Virna Teixeira), tradução (poema de Shelly Bhoil traduzido por Cláudia Martins) e poesia ( Carlos Eduardo Marcos Bonfá, Antônio LaCarne, Tatiana Eskenazi, Marcus Groza, Aldo Quagliotti, Flavia Quintanilha, Casé Lontra Marques…


Meu poema “Algoritmo”, do livro “Alerta, selvagem”, é um dos presentes na edição número 4 da Subversa Impressa, compilado semestral com os melhores textos da versão online.

A publicação pode ser adquirida no link http://revistasubversa.com/assinar/.

susy freitas

Redatora, escritora e crítica de cinema. Autora dos livros Alerta, selvagem (Patuá), Véu sem voz (Bartlebee) e Carrego meus furos comigo” (Urutau)

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store